segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Site à maneira!

Embora o meu humor hoje não estejas na melhor forma, decidi pôr um fim na “amargura” que foi o meu fim de semana e começar a visitar a net à procura de casos insólitos.
Para meu espanto, ou não, encontrei um site, no mínimo útil a todos os bons e maus rapazes, que por motivos alheios à sua vontade, têm de pagar o serviço do Amor.
www.gpguia.net....
Valente site, vos digo.
Para os mais curiosos passo a descrever o mesmo:
Vamos dar uma voltinha com o nosso novo Amor, e depois de um tempinho (bem ou mal passado), fazemos o report neste mesmo site.
Dizemos o custo, o que faz, o que faz melhor, o que faz pior, se veste Armani de cara e corpo… etc…
Até aqui, tudo muito giro, mas vejamos por outro prisma: Imaginem que a moça em questão, até é a vossa namorada… um marmanjão qualquer, vai ter com ela, paga o que tem a pagar e depois comenta cenas do género “fonix, ganda banhada…. Parecia um martelo pneumático, mas depois da cena, botou um lenço à boca e mamou uma garrafa inteira de Trinaranjus”.
Bom, é que ter uma gigantesca e espinhosa parelha de cornos ainda é o menos, agora dizerem que a miúda é má de boca…Isso é que não!
Se alguém pode pôr defeitos, sou eu!
Mas que merda é esta?
Comes e ainda refilas?
Espeto-te já dois bilhetes que ficas a ver a Lotaria a andar à roda!
Cambada de ingratos!

É tão agradável termos este tipo de serviços, pois tal como eu consulto na Internet os defeitos e feitios de um produto antes de o adquirir, agora vou poder também consultar os feitos ninfómanos de toda e qualquer garota que se preze.
Assim não corro o risco de ficar desiludido com o equipamento alugado.
Está tudo tão mais facilitado.
Só acho mal uma coisa…
Acho que agregado a este bendito serviço devia estar uma secção de leilões.
Além de poder fazer um test-drive (que é mesmo o nome usado no site) à dita e afamada senhora Patrícia de Proença-a-Nova, deveria poder colocar à venda o equipamento ao qual já não daria uso.
Se tivesse lá por casa uma namorada que refilasse por duas razões (tudo e nada), ou uma sogra que tivesse como missão diária enviar o meu Tico e Teco de férias para a Lapónia; podia sempre colocá-las em leilão… tipo auto compra e venda, não sei se me faço entender…
Trocaria uma namorada de 40 anos, por duas de 20…
ou uma sogra por um Pit-Bull e o novo eXplod da Sony…
qualquer coisa deste género.
Para as senhoras haveria também este tipo de serviços, mas apenas poderiam efectuar a troca mediante apresentação de recibo original de compra, ou contrato de promessa de compra e venda.
Onde é que iríamos ganhar?
Simples; deixávamos de encher o cú ao Estado à pala das receitas geradas pelos constantes divórcios e venda de imóveis que ainda nem foram comprados.
Assim, sem os chulos meterem a unha, viamo-nos livres dos esqueletos do armário, e arranjava-mos esqueletos novos….
Na dúvida, poderíamos sempre pedir a peça antiga de volta!

Mais uma brilhante ideia desta cabecinha cheia……..de ar!